Digite aqui o nome do livro para procurar

Livros que falam sobre Livros & Afins
| 22 de maio de 2012 às 10:00 AM

Título: A Arte da Ficção -
Autor: : Henry James-
Tradução: Daniel Piza -
Páginas: 132 -
Preço Sugerido: R$ 29,90 -
Editora: Novo Século -
A Arte da Ficção 
Em 1884, quando o escritor Henry James (1843-1916), então vivendo em Londres, escreveu o ensaio A Arte da Ficção, a crítica se dividia em duas correntes. A maior era a dos que acreditavam que a arte tinha uma finalidade moral, espécie de prestadora de serviços públicos. A outra, na linha romântica, defendia a “arte pela arte”, autossuficiente em relação à realidade. Henry James fundou a terceira via. Para ele, a arte necessariamente tem implicações morais, mas sua execução é essencialmente livre. Não há tema que não possa ser abordado, não há abordagem que seja mais ou menos recomendável.
Essa liberdade que James advogou, como defensor da tradição romanesca do século XIX (a qual reinventou em suas próprias obras, como Retrato de uma Senhora e A Volta do Parafuso), é sua grande herança crítica. Ele forjou a consciência da prosa de ficção para o século XX. Os ensaios deste livro mostram a grandeza dessa consciência, também ilustrando-a com ensaios sobre escritores caros ao autor – os franceses Guy de Maupassant e Émile Zola – hoje barateados pela crítica. James é um parafuso que não para de dar voltas na sensibilidade moderna. (por Daniel Piza).




Título: Eu queria um livro -
Organização: Leandro Müller -
Páginas: 148 -
Preço Sugerido: R$ 28,90 -
Editora: Agir-
Eu queria um livro
Ao receber o convite para escrever o prefácio de Eu queria um livro, Rubem Fonseca abriu uma exceção à sua regra de jamais escrever orelhas e prefácios. Organizado pelo jornalista Leandro Müller, a obra tornou-se especial para o autor por ser inteiramente escrita por 17 profissionais que trabalham como livreiros e decidiram compartilhar suas paixões literárias. Eu queria um livro apresenta textos sobre o dia a dia em uma livraria e contos baseados em contos de escritores renomados como Edgar Allan Poe, Lygia Bojunga e Guy de Maupassant.
“Borges disse que para ele a ideia de paraíso era uma biblioteca. A minha ideia de paraíso é uma livraria”, afirma Rubem. “O motivo é muito simples. Quando era muito jovem, 10, 11 anos, eu já gostava muito de ler e, felizmente, lia com uma enorme velocidade. Descobri que podia entrar em uma livraria, pegar o exemplar de algum livro que me interessasse e ficar uma meia hora segurando-o com muito cuidado enquanto o lia.”





Título: Carta sobre o Comércio do Livro
Autor: Denis Diderot
Tradução: Bruno Feitler
Páginas: 142
Preço Sugerido: R$ 19,90
Editora: Casa da Palavra
Carta sobre o Comércio do Livro
Carta sobre o comércio do livro, de Denis Diderot, é um memorial escrito em 1763, no qual o pensador iluminista trata de diversos aspectos do mercado editorial. O autor se mostra um precursor ao defender a liberdade de imprensa e discutir o direito autoral — o que permanece atual hoje em dia, quando estão sendo estudadas novas formas de garanti-lo. O documento foi encomendado a Diderot pela Comunidade dos Livreiros Parisienses, que vendiam e também editavam os livros da época, e que desejavam assegurar perante o rei a eterna exclusividade de publicação sobre as obras que adquiriam.
O escritor, embora fosse inimigo das corporações e dos monopólios e já tivesse passado por diversos problemas com seus editores, aceitou a tarefa por acreditar que apenas defendendo os interesses dos livreiros poderia melhorar as condições de vida dos autores. O prefácio é assinado pelo historiador francês Roger Chartier, diretor de estudos na École de Hautes Études en Sciences Sociales de Paris e um dos maiores especialistas mundiais da história do livro e da leitura. Ele revela como Diderot usou o objetivo inicial de sua Carta para declarar que é do autor a posse inicial do livro (o que lhe dava o direito, portanto, de vendê-lo a quem quisesse) e para condenar a censura prévia então existente na França.

"Livros que falam sobre Livros & Afins" é coluna fixa da Revista ANL - Associação Nacional de Livrarias. Confira a revista na íntegra clicando aqui.

 

Copyright © 2010 O Primeiro Capítulo & Outros Textos... - Gustavo A. B. | Modified version of Picture Line Design by Dzignine
Direitos Reservados - capitulo@mgacomunica.com.br