Digite aqui o nome do livro para procurar

Editoras e Lançamentos - "Almas Gêmeas - uma história de amor"
| 21 de outubro de 2011 às 7:20 AM

"Almas gêmeas se complementam na totalidade física e espiritual. Não são pessoas idênticas em seus gostos ou ideias. Pelo contrário, são seres que acabam se unindo, como duas peças de um quebra-cabeça, neste mundo material, por meio único e exclusivo do amor. Todos nós podemos esperar por nossa alma gêmea, pois ela também estará esperando por nós em algum ponto de nossa caminhada."
J. C. Jadon

De forma cristalina, numa linguagem direta e leve, J. C. Jadon revela em sua obra de 180 páginas, publicada pela editora Cia dos Livros, entre tantas outras mensagens, que a construção de uma relação a dois não se dá fortuitamente. No romance "Almas Gêmeas – uma história de amor", objetivos comuns e valores rumo a uma suave cumplicidade aproximam Daniel e Cristine, mesmo que pertençam a universos diferentes. ( Ficha Técnica: Livro: Almas Gêmeas; Autor: J.C. Jadon; Editora: Cia dos Livros; Páginas: 192; Preço: R$ 29,90)

Embora a obra seja um texto ficcional, o autor acredita no encontro das almas gêmeas através do amor – o verdadeiro amor – que, segundo ele, não deve nunca ser confundido com paixão. Em trecho do livro ele nos coloca: "Ao fundo, bem longe, embaixo do horizonte, a cordilheira coberta das neves eternas espalhava-se por sob o firmamento. Sons da natureza, de longas distâncias, chegavam-lhe aos ouvidos causando-lhe uma grande sensação de paz. Ele estava ali, lágrimas nos olhos, mas com esperança de algum dia poder encontrá-la, já que sabia ser esta mais uma separação apenas temporária, afinal almas gêmeas, para ele, só podiam se separar durante breves lapsos de tempo. Ele tinha convicção de que a eternidade é característica de todos os seres humanos."

Professor Mestre e Doutor em Letras, J.C. Jadon revela que, embora, em um primeiro momento, sua formação pudesse ser interpretada como um ponto positivo para tornar-se um escritor, na realidade isso poderia ter sido um obstáculo: “Nós, professores, ficamos algumas vezes presos a certas normas literárias e a padrões de escrita que podem prejudicar a leveza dos pensamentos.” Acredita, porém, que conseguiu superar seus entraves, com capítulos curtos e a produção de um texto de leitura prazerosa.

Em depoimento dirigido a estudantes (veja: http://www.youtube.com/watch?v=wM6Fv75iKdc), o professor e diretor da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, fala aos alunos do Colégio e da Universidade onde leciona há mais de 30 anos. Ele descreve sobre o quanto é importante que aproveitemos o momento atual, o quanto a vida é um reflexo direto do que pensamos e de como a enfrentamos. É essa filosofia de vida, que o escritor empresta aos personagens de seu livro.

Trecho do 22º capítulo da obra. (...) "Os jovens e a maioria dos adultos confundem a paixão com o amor. Por incrível que pareça, a paixão é o mais forte sentimento humano. Tão forte que, como dizia o Padre Antônio Vieira, causa efeitos contrários. Quando a luz é forte demais, acaba por cegar; quando a dor é excessiva, faz emudecer. Assim é a paixão. Sentimento forte demais, em vez de unir, separa. Ela é baseada no sentimento de posse física, na insegurança, no ciúme, na falta de liberdade. Todos nós podemos passar por ela uma dezena de vezes, e passamos mesmo! A palavra “paixão”, em sua origem, significa “sofrimento”. Daí surgiu as expressões “paixão de Cristo” e “sexta-feira da paixão”. “Apaixonar-se”, portanto, significa “começar a sofrer"(...)

Sobre o autor: J.C.Jadon é mestre pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e doutor em Letras Universidade de São Paulo (USP). É também diretor da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade São Judas Tadeu.

 

Copyright © 2010 O Primeiro Capítulo & Outros Textos... - Gustavo A. B. | Modified version of Picture Line Design by Dzignine
Direitos Reservados - capitulo@mgacomunica.com.br